Convulsão febril

Entre os seis meses e os quatro anos a febre pode desencadear convulsões febris que normalmente surgem nas primeiras horas da doença. A criança adquire um aspecto peculiar: fica tensa, contorce-se, revira os olhos, perde a consciência por alguns momentos e a pele torna-se cianosada (um pouco mais escura) durante o episódio.

Uma convulsão completa normalmente demora menos de um minuto podendo, raramente, demorar até quinze minutos; termina em alguns segundos, parecendo no entanto uma eternidade a pais assustados.

Convém saber que as convulsões febris são quase sempre inofensivas, isto é, não causam lesões cerebrais, paralisias ou atraso mental. Devem ser referenciadas, de imediato, ao serviço de urgência. Raramente acontece mais do que uma vez em 24 horas.

Como actuar:

-Colocar o doente no chão ou cama longe de objectos duros ou pontiagudos.

-Virar a cabeça de lado para a saliva ou vómito sair livremente.

-Não colocar nada na boca (a língua não cai para trás).

-Chamar a ambulância ou levar de imediato ao serviço de urgência.

Fonte: Fichas Bebé Confort.

Com a colaboração de Laurentina Cavadas (Médica Pediatra)