Bebés entre quatro e oito meses não distinguem alegria e cólera

NOTICIAS-UNIVERSITARIAS

De acordo com um estudo divulgado pela Universidade Fernando Pessoa, os bebés dos quatro aos oito meses não conseguem diferenciar as expressões emocionais básicas como alegria e cólera.

O estudo denominado Expressão facial: reconhecimento das emoções básicas cólera e alegria – estudo empírico com bebés portugueses de quatro aos oito meses de idade foi realizado por Freitas-Magalhães, director do Laboratório de Expressão Facial da Emoção da Universidade Fernando Pessoa, entre 2006 e 2007.Este estudo empírico incidiu sobre 40 bebés – 20 meninas e 20 meninos – a quem foram apresentadas 25 fotografias de homens e mulheres adultos, exibindo no rosto as emoções básicas da alegria e da cólera, mostrando e não mostrando os dentes.
[…] Freitas-Magalhães, [referiu] ainda que os bebés reconheceram os rostos, com e sem a exibição das fileiras dentárias, mas não souberam distinguir os mesmos se, em ambas as emoções, fossem exibidos os dentes.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *