Como respeitar as necessidades do bebé?

Acompanhar a sua evolução natural.
O desenvolvimento muscular de uma criança faz-se progressivamente da cabeça para os pés. Durante os primeiros meses, o recém-nascido ainda não tem força ao nível da cabeça e das costas portanto é incapaz de mudar a sua posição e fica tal qual foi deitado. É só a partir dos 2 meses que o bebé começa a levantar a cabeça. Antes desta fase, a sua nuca ainda não está suficientemente musculada. Depois, aos poucos, os músculos das suas costas fortificam-se, mas é por volta dos 7/8 meses que o bebé se senta sozinho. Pode, no entanto, começar a sentá-lo a partir dos 6 meses, com a condição de que as suas costas estejam bem seguras.

Libertar a sua mobilidade: o bebé desperta.
Uma criança reconhece as coisas ao levá-las à boca, compreende o seu universo com as suas pernas… a liberdade de movimentos é portanto essencial para o bebé porque contribui para o seu despertar. Deixe então o bebé mexer-se, desenvolver-se!

Respeitar o seu ritmo biológico: dormir bem para crescer bem.
Durante os primeiros meses, o bebé precisa de dormir muito (entre 18 a 20 horas por dia). Se precisa de tanto sono é para que o desenvolvimento do seu cérebro e do seu corpo se faça de forma perfeita. É então essencial oferecer ao bebé um sono de qualidade e a posição deitada de costas é a ideal para esse efeito..

Alcofa, babycoque e assento: uma combinação vencedora.
Respeitar as etapas do crescimento do bebé é primordial. Durante os primeiros meses, a posição deitada é a ideal para o recém-nascido. A seguir a posição semi-deitada permite-lhe satisfazer a sua curiosidade antes de passar à posição sentada.
Graças ao seu sistema ModuloClip® exclusivo, a Bébé Confort propõe uma solução evolutiva que permite respeitar as necessidades do bebé em cada etapa. Este sistema oferece a possibilidade de combinar uma alcofa (do nascimento aos 6 meses) com a babycoque (até aos 9/12 meses) e com o assento (dos 6 meses aos 4 anos). Com um simples clique, instala o elemento de passeio mais apropriado à idade, à morfologia e às necessidades da criança.

Portal do Cidadão – Cheques-dentista emitidos a partir do Próximo Mês

Cheques-dentista emitidos a partir do Próximo Mês

Entra em vigor a 1 de Março próximo a legislação que alarga o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral a grávidas e a idosos beneficiários do complemento solidário. Para acederem às consultas de medicina dentária, os utentes devem solicitar a emissão de “cheques-dentista” no Centro de Saúde em que são seguidos.

Médico num hospital

Para a emissão destes documentos é necessária uma declaração médica que ateste a gravidez ou um documento válido comprovativo da situação de beneficiário do complemento solidário para idosos, emitido pelo Instituto da Segurança Social, consoante o caso.

Os utentes podem escolher o prestador constante da lista de médicos aderentes da respectiva região de saúde.

O Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral, enquadrado no Plano Nacional de Saúde 2004-2010, defendia já a redução e prevenção de doenças orais nas crianças e jovens escolarizados.

Data: 20-02-2008

Fonte: Portal do Cidadão com Portal da Saúde

Portal do Cidadão – Cheques-dentista emitidos a partir do Próximo Mês