Grávidas reclamam epidural disponível 24 horas por dia no Hospital de Leiria

«Três semanas após a entrega do abaixo-assinado com 1.650 assinaturas exigindo partos sem dor, a anestesia epidural no Hospital de Leiria continua a não estar garantida 24 horas por dia.

[…] Em causa está a decisão da administração do Hospital de Santo André de restringir a anestesia epidural a apenas partos que representam “casos excepcionais”, o que provocou, no início do corrente ano, o descontentamento de dezenas de grávidas e respectivas famílias. Tal facto levou a que tivesse sido colocado a circular na cidade de Leiria e na Internet um abaixo-assinado com o objectivo de pressionar a Administração do Hospital Santo André a recuar na ordem interna que determinava que a injecção epidural só fosse administrada às parturientes, se tal se justificasse por questões de saúde.
[…] Fonte da unidade de saúde adiantou que, entretanto, a injecção que permite o parto sem dor voltou a ser ministrada durante o período diurno, entre as 08H00 e as 20H00, tal como ocorria até ao final do ano passado, de acordo com o horário dos médicos anestesistas. […]
Para Sandra Cadima, primeira subscritora do abaixo-assinado, esta recolha é um “acto de indignação” dos utentes, que reclamam a medida para minimizar a dor das parturientes. A cerca de uma semana de ser mãe pela segunda vez, Sandra considerou ontem que, “se o Ministério da Saúde anda a fechar tantas maternidades, ao menos que as que ficam sejam dotadas de todas as condições”.
“Embora o parto seja uma experiência natural que muitas mulheres podem viver sem medicação, este não tem de ser uma prova de força ou resistência” e a “epidural permite a minimização da sensação de dor” no “trabalho de parto sem prejudicar a capacidade motora da parturiente”, ressalva o documento. A verdade é que há algumas mulheres grávidas residentes na área de influência do Hospital Santo André continuam a colocar a hipótese de terem os filhos nas maternidades de Coimbra, onde a epidural já entrou na rotina.»

 

Fonte: As  Beiras

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *