O Êxito do Aleitamento Materno

Embora a amamentação seja um acto natural, a técnica é uma habilidade instruída e pode ser necessário tempo e paciência para a mãe e para o bebé.

As seguintes sugestões podem ajudar a evitar alguns problemas durante o período de amamentação. Mas mantenha sempre em mente: Estas sugestões não podem dispensar a ajuda de um profissional de saúde, sempre que surgirem dúvidas ou problemas.

– Posicionar o bebé
– Posição boca / mamilo
– Nutrição
– Controlar o peso do bebé
– Ritmo de amamentação

Posicionar o bebé

Posicionar correctamente o bebé é um elemento chave para uma amamentação bem sucedida. Posicionar o bebé de forma apropriada ajudá-la-á a pegar no mamilo e uma pega correcta permite que o bebé sugue eficazmente e impedindo o surgimento de mamilos gretados e macerados.

A razão principal para os mamilos gretados é a posição incorrecta do bebé no peito! Pode alimentar o seu em diferentes posições.

É importante encontrar uma posição confortável para si e para o bebé. O bebé necessita de acesso livre ao peito. Leve o bebé ao peito e não o peito ao bebé!

Reconhecerá se o seu bebé está bem posicionado quando a garganta está dobrada em linha recta ou ligeiramente para trás e a barriga do bebé contra a sua. A cabeça, o ombro e o corpo do bebé devem estar em linha recta. O bebé deve poder pegar no peito sem ter que se esticar ou torcer.

Posição boca / mamilo

É necessário que o bebé pegue correctamente no peito para evitar danos nos mamilos.

Traga o bebé perto do seu peito e toque-lhe com o mamilo junto da boca. Assim que ele abrir bem a boca, puxe-o rapidamente de encontro ao seio para que o lábio superior e inferior estejam abertos para fora e abarquem a aréola e não apenas o mamilo.

Amamentar ao peito não deve ferir ou causar dor. No início é natural o mamilo ficar um pouco dorido, o que atenua com a continuação de amamentação. No entanto, os mamilos gretados e demasiado macerados não são normais e devem ser vistos por um especialista em aleitamento ou enfermeira assistente.

Nutrição

Embora o período de amamentação seja especial na sua vida, não é necessário comer alimentos especiais e geralmente não é necessário evitar determinados alimentos ou bebidas, à excepção do álcool. Mesmo bebidas com cafeína podem ser consumidas em quantidades limitadas.

Alguns bebés podem reagir quando a mãe come determinados alimentos, mas não significa que seja preciso restringir a dieta. Em todo o caso, observe o seu bebé, você pode evitar esse alimento.

Procure uma dieta equilibrada.

Ainda se tem a ideia de que as mães que amamentam necessitam beber muitos líquidos e bastante leite. Na realidade a mãe deve beber sempre que sente essa necessidade e tal como o faria habitualmente.

Se seguir uma dieta muito especial (por exemplo: macrobiótica ou vegetariana) peça informações precisas de como essa dieta afectará a amamentação e o seu leite.

Controlar o peso do bebé

Muitas mães ficam receosas porque o bebé “não bebe muito leite”. Na maioria dos casos, este medo é infundado. Os profissionais de saúde fornecem algumas dicas que indicam às mães se o seu bebé está a amamentar o suficiente:

– A muda de fralda descartável uma ou duas vezes ao dia, nos primeiros dias, enquanto o bebé mama o colostro.

– A muda de fralda descartável de seis a oito vezes ao dia, a partir do terceiro ou quarto dia.

– O bebé mama frequentemente em média de 6 a 10 vezes num período de 24 horas.

– Os sons do engolir do bebé são audíveis.

– O bebé deve ganhar entre os 120 e 210 gramas por semana, após o quarto dia de vida.

– Um bebé alerta e activo, de aparência saudável, boa cor, pele firme e crescimento cefálico normal.

É importante ter em atenção que nem sempre o choro significa fome.

Ritmo de amamentação

É geralmente melhor alimentar o bebé livremente sem horários rígidos. Na maioria, os bebés saudáveis sabem quando necessitam de se alimentar. Alimente o seu bebé tão frequentemente e como quer, mesmo durante a noite. Quando o seu bebé se torna mais velho e mais maduro a frequência com que amamenta vai diminuindo.

A produção de leite materno ajusta-se a pedido do seu bebé.

Fonte: Medela, Bacelar 

Porquê escolher uma cadeira de segurança automóvel Isofix

A norma Isofix está integrada no regulamento 44 desde o dia 26 de Fevereiro de 2004.
Especialmente pensado e concebido para as crianças, o sistema Isofix oferece uma segurança reforçada tanto na instalação da cadeira no automóvel como em caso de colisão.
Este sistema de fixação não precisa da utilização do cinto de segurança aquando da instalação da cadeira no carro. A cadeira fixa-se de forma simples ao banco de trás do automóvel. Os riscos de erro no momento da montagem são mínimos graças à presença dos indicadores visuais que confirmam se a cadeira está instalada correctamente.

Todas as vantagens deste sistema…
-Uma maior retenção em caso de colisão porque a cadeira está perfeitamente presa ao banco de trás do automóvel.
-Uma instalação simples e rápida.
-Os riscos de erro no momento da instalação são reduzidos, o que garante uma maior segurança.

O que devo fazer se o meu automóvel não estiver equipado com o sistema Isofix?
Verificar se a cadeira Isofix pode ser instalada com o cinto de segurança do automóvel.

Fonte: Bébé Confort

Os Benefícios do Aleitamento Materno


Amamentar é das actividades mais naturais e mais benéficas para a mãe e para o bebé. É o melhor contributo que a mães pode dar para garantir o bom desenvolvimento actual e futuro do seu bebé.

Nenhum leite de fórmula pode substituir as propriedades originais do leite materno. Mesmo com todas as vitaminas, minerais e suplemento adicionados a o que é, na realidade, uma fórmula química.

Leite materno é a única nutrição natural, completa e complexa para os bebés, para além de promover uma ligação excepcional entre a mãe e o bebé.

Vantagens para o bebé

O leite materno contém todas as proteínas, gorduras, lactose, vitaminas, ferro, minerais, água e enzimas nas quantidades exactas requeridas para o crescimento e desenvolvimento óptimo do bebé.

Os bebés alimentados com leite materno são mais saudáveis. O leite materno contém as substâncias que impedem que as bactérias prejudiciais cresçam nos intestinos e causem infecções gastrointestinais e diarreias.

Os bebés alimentados com leite materno têm menos otites, menos infecções respiratórias, um menor risco de desenvolver alergias, cancro da infância, diabetes infantil e obesidade.

Têm ainda um menor risco de síndroma de morte súbita.

O leite materno está livre de bactérias e têm propriedades anti-infecciosas.

O leite materno está à temperatura ideal e não necessita de nenhuma preparação. Está disponível sempre que o bebé precisa.

Os bebés alimentados com leite materno têm uma menor probabilidade de desenvolver na idade adulta a diabetes, doenças cardíacas, eczemas, asma e outras alergias.

Promove o desenvolvimento intelectual e visual.

Leite materno é mais do que apenas um alimento, realça a ligação emocional entre a criança e a mãe e fornece o calor, o amor e a afeição.

Vantagens para a mãe

A amamentação ao peito reduz o sangramento do pós-parto e as possibilidades de anemia.

A amamentação ao peito ajuda a mãe a recuperar a sua figura normal.

A amamentação ao peito atrasa o retorno da fertilidade.

Amamentar diminui a probabilidade de: contrair cancro da mama e dos ovários, e osteoporose.

Amamentar ao peito aumenta a auto confiança da mãe e uma maior interacção com o seu bebé.

Está sempre disponível e conserva a energia, o tempo e o dinheiro.

Os bebés amamentados com leite materno são mais saudáveis, o que se traduz num menor absentismo das mães ao trabalho.

Fonte: Medela, Bacelar

Como ultrapassar as dificuldades da amamentação em situações especiais

Amamentar é uma arte, é algo que a mãe e o bebé tem que aprender. Às vezes este processo de aprendizagem pode ser acompanhado de desafios e problemas que têm de ser resolvidos.
Por vezes pode enfrentar situações especiais. Você ou o seu bebé podem ter complicações médicas podendo dificultar um pouco a amamentação. No entanto, não é necessário parar de amamentar. Directa ou indirectamente o seu bebé deve ser alimentado com o leite materno.

Com o bebé

Se seu bebé tiver fenda do palato e / ou lábio leporino, problemas neurológicos ou sofrer de outros problemas médicos, o seu leite será provavelmente a melhor nutrição disponível. São muito poucas as circunstâncias em que um bebé não pode ser alimentado com leite materno. No entanto essas situações são sempre avaliadas pela equipe médica.

Com a mãe

Muitos povos pensam que se uma mãe for doente, não pode amamentar. Mas isto não é totalmente verdade.

Na maioria dos casos é possível encontrar medicação compatível com a amamentação. Se for necessário interromper temporariamente a amamentação é possível recomeçar a amamentar mesmo após uma ruptura.

Como escolher uma cadeira de segurança automóvel confortável

O ângulo do assento (nomeadamente nos grupos 0+ – destinados a crianças desde o nascimento até aos 12 meses aproximadamente):
não deve ser muito pronunciado. Quanto mais pequena for a criança, menos a sua musculatura está formada, menos poderá permanecer na posição sentada. Uma posição semi-deitada permite respeitar a morfologia da criança, participando ao mesmo tempo no seu despertar. Cuidado no entanto para não a deixar mais de 1h30 por dia nesta posição.

A inclinação proposta pelas cadeiras (nomeadamente nos grupos 1 destinados a crianças entre 9 e 18 kg):
Nesta idade, as crianças já estão mais despertas e mais aptas a permanecerem sentadas. No entanto, as fases de sono, sobretudo durante viagens longas, ainda são muitas e a cadeira deverá oferecer uma posição muito confortável.
Depois, quanto mais crescida for a criança, mais difícil se torna oferecer uma posição inclinada, pura e simplesmente por razões de segurança ligadas ao habitáculo do automóvel. É por isso que os assentos elevatórios (cadeiras do grupo 2/3 destinado a crianças a partir dos 3 anos até aos 10 aproximadamente) têm um ângulo de inclinação reduzido comparando com as cadeiras do grupo 1. De facto estão limitados à inclinação do automóvel.

O espaço reservado à criança:
Indispensável para garantir o conforto da criança.

Fonte: Bébé Confort

Edwina Froehlich, co-fundadora da La Leche League

Faleceu no passado Domingo Edwina Froehlich, co-fundadora da La Leche League, uma organização que se dedica a dar informação e apoio a todas as mães que queiram amamentar.

Em 1956, Edwina Froehlich e outras seis mulheres encontraram-se em Illinois (E.U.A) para compartilhar informação sobre como amamentar com êxito os seus bebés. O grupo atraiu rapidamente a atenção de outras mulheres e transformou-se na organização que hoje estende a sua acção a mais de 50 países do mundo.

Edwina Froehlich foi encorajada a fundar a La Leche League após lhe terem dito, aos 35 anos, que já era demasiado velha para produzir leite suficiente para amamentar o seu bebé.

Numa altura em que a maioria dos pediatras incentivavam leite de fórmula e em que havia poucos estudos científicos que demonstrassem os benefícios para a saúde do leite materno, a Sra. Froehlich escolheu amamentar todos os seus bebés.

A Sr.ª Froehlich é co-autora do livro “A Arte Feminina de Amamentar”, o manifesto da La Leche League que foi mais tarde publicado num livro que já vendeu mais de 2 milhões de cópias.

Fontes: La Leche League, A Liga do Leite (Brasilia-DF)

Conselhos para a compra de uma cadeira-auto

É complicado, por vezes, escolher uma cadeira no meio de tantos modelos apresentados nas lojas.

Escolha um modelo homologado.
Compre obrigatoriamente um modelo homologado conforme o regulamento europeu R44. Um logo ECE R44/04 (ou ECE R44/03) tem que aparecer ou na embalagem ou na própria cadeira (etiqueta, manual de instruções…). Se o modelo não for homologado, verifique na lista dos automóveis que o seu se encontra lá.

Escolha uma cadeira adaptada ao peso da criança.
Para escolher uma cadeira-auto adaptada à criança, é preciso saber o seu peso. O dispositivo de retenção deve respeitar a morfologia da criança para segurar perfeitamente o seu corpo e para lhe dar assim uma protecção máxima.

Verifique se instala correctamente a cadeira no automóvel.
Peça para fazer a demonstração no seu automóvel. Isto permitirá:
– verificar se os cintos de segurança são suficientemente compridos para instalar correctamente a cadeira;
– ver como instalar correctamente a cadeira no seu automóvel.

O conforto.
Experimente instalar a criança na cadeira. Deverá sentir-se à vontade e numa boa posição. Se a eficácia for a mesma, escolha então a cadeira mais confortável (qualidade da confecção, acolchoados…). Pense na criança e nos muitos quilómetros que passará dentro da sua cadeira.

Fonte: Bébé Confort

Sugestões para o bem-estar do bebé durante as viagens de automóvel

• Antes de colocar o bebé de costas na alcofa cama-auto, verifique se o bebé já arrotou e mantenha-o no seu colo durante pelo menos um quarto de hora.

• Nunca deixe uma criança sozinha num automóvel fechado, mesmo à sombra, para fazer a sesta.

• Pare de 2 em 2 horas ou quando a criança chorar ou estiver irritada.

• Areje durante algum tempo o carro à sombra (pelo menos 15 minutos) e leve o bebé para tomar ar.

• Tenha cuidado com as fivelas metálicas que podem queimar se estiverem muito tempo ao sol.

• Para uma segurança máxima, posicione a fivela ao nível da bacia e não do abdómen.

• Hidrate bem a criança e descubra-a sobretudo se estiver muito calor. As suas necessidades de água são 4 a 5 vezes superiores às de um adulto, portanto ofereça-lhe água regularmente (20 a 30 ml) de meia em meia hora, sobretudo se a criança não tiver idade suficiente para exprimir a sua sede.

• Se estiver calor, refresque regularmente a criança com uma toalha húmida.

• Instale sempre nos vidros de trás e laterais um pára-sol fixo ou enrolável.

• Nunca deixe objectos pesados no tablier traseiro do seu automóvel pois poderiam aleijar a criança em caso de travagem brusca.

• Leve brinquedos no carro sobretudo se a viagem for longa!

Fonte: Bébé Confort

Creme Lanolina pura Purelan da Medela para tratamento e prevenção de mamilos sensíveis ou gretados


Creme 100% lanolina pura (gordura natural), para tratamento e prevenção de mamilos sensíveis ou gretados.

Sem aditivos nem conservantes.

Não é necessário retirar o Purelan antes de amamentar.

Deve, após extrair o leite ou dar de mamar, espalhar primeiro um pouco de leite no mamilo, deixar secar (se possível) e só depois colocar o Purelan. Basta uma pequena quantidade nos dedos e depois espalha-se no mamilo. Como prevenção 2 vezes por dia, como tratamento após a amamentação.

Disponível em embalagens de 37gr.

 

14971-Purelan-100-Creme-37Gr-Medela_1

 Comprar Creme Lanolina pura Purelan da Medela

V. também “Mamilos Gretados”