Prevenção e tratamento do ingurgitamento e da mastite

Ingurgitamento e mastite

O Ingurgitamento é das dificuldades mais frequentes e pode surgir quando o leite não é retirado em quantidade suficiente provocando dor e dificultando a saída do leite – normalmente na subida do leite nas primeiras 48/72 horas.

Pode surgir temperatura que não ultrapassa os 38ºC.

Para prevenir o ingurgitamento a mãe deve:

dar de mamar em horário livre (sempre que o bebé quiser).
colocar a criança a mamar em posição correcta, para que esvazie toda a mama.
é importante variar a posição da mamada.

Para tratar o ingurgitamento:

retirar o leite da mama, colocando o bebé a mamar, com expressão manual ou com um extractor de leite.
quando conseguir retirar um pouco de leite a mama fica mais macia e o bebé poderá sugar mais facilmente.
se o bebé não consegue mamar o leite deve ser retirado manualmente ou com extractor, com a frequência necessária para que as mamas fiquem mais confortáveis e até o ingurgitamento desaparecer.
diminuir a ingestão de líquidos.


A Mastite surge do bloqueio de um ducto mamário. Neste caso a mama fica avermelhada, quente, inchada e dolorosa. A mulher tem febre, normalmente elevada e sente mau estar.

Para tratar a mastite:

O médico assistente indicará qual a medicação que a mãe deve seguir. Entretanto é fundamental que a mãe:

– repouse,
– retire o leite manualmente ou com extractor,
continue a amamentar do lado não afectado, se a terapêutica instituída não for prejudicial para o bebé.

Habitualmente a situação melhora em um ou dois dias.

Prevenção da dor e das gretas nos mamilos e seu tratamento


Os Mamilos Dolorosos e /ou Gretados surgem geralmente devido a uma má posição de amamentação e/ou a uma má colocação da boca do bebé na mama.

Para prevenir a dor/gretas nos mamilos:

– Colocar o bebé numa posição correcta (cabeça em linha recta com o corpo e a face de frente para o mamilo);
– Verificar se a boca está correctamente colocada no mamilo;
Não lavar ou limpar os mamilos com muita frequência (basta 1 vez por dia);
– Se tiver de interromper a mamada a mãe deve colocar o dedo na boca do bebé para interromper o vácuo;
Deve aplicar uma gota de leite no mamilo e aréola, após o banho ou a mamada – facilita a cicatrização.

Para tratar a dor/gretas nos mamilos:

Na maior parte das vezes a dor desaparece logo que a pega do bebé é corrigida.
Nesse caso:

Pode iniciar a amamentação pelo mamilo não doloroso;
Deve aplicar uma gota de leite no mamilo e aréola, após o banho ou a amamentação – facilita a cicatrização.
A mãe deve expor os mamilos ao ar e ao sol, sempre que possível.
-Utilizar protectores de mamilo e lanolina purificada.

Se a dor permanecer, mesmo melhorando a posição do bebé, a mãe pode retirar o leite e dar ao bebé com copo ou colher, até que o mamilo melhore ou cicatrize, mas nunca de biberão.

Fonte: Medela, Bacelar

O que as mamãs devem saber sobre aleitamento materno

Não há dúvidas de que o Leite Materno é o melhor alimento para o bebé. O leite materno é o alimento ideal porque contém todos os nutrientes que o bebé precisa, nos primeiros seis meses de vida, e o ajuda a crescer mais saudavelmente. Nenhum outro leite, alimento, bebida ou mesmo água devem ser fornecidos ao bebé quando está a ser amamentado ao peito.

Para apoiar as futuras e as recentes mamãs a Medela compilou alguma informação acerca do leite materno e da amamentação:

– Composição do Leite materno

– Tipos de mamilos

– Cuidados e higiene dos mamilos

Composição do Leite materno

O leite materno é feito especialmente para o bebé. A composição nutritiva do leite materno é original e combina perfeitamente com as necessidades do bebé. O leite materno atravessa estágios diferentes da amamentação: colostro, leite transaccional e leite maduro.

Colostro

Durante os primeiros dias após o nascimento a mulher produz um leite especial denso, pegajoso e amarelado. A este leite especial chamamos colostro. Este contem anticorpos que promovem o crescimento do bebé e fornecem defesas contra agentes infecciosos.

O colostro tem um efeito laxativo que ajuda o bebé a expulsar as primeiras fezes e a diminuir a probabilidade da icterícia neonatal. Embora em pouca quantidade o colostro é tudo o que seu bebé necessita durante os primeiros dias.

Leite de transição

Durante as duas semanas seguintes, o leite aumenta de quantidade e muda de aparência e composição. As imunoglobulinas e os índices de proteína diminuem visto que os índices de gordura e açúcar aumentam. Neste período, pode sentir os seios mais tensos e pesados. A isso chama-se de ingurgitamento, o que é normal acontecer com a descida do leite. Este mau estar pode e deve ser aliviado amamentando o bebé com frequência.

Leite maduro

O Leite maduro com um aspecto mais aquoso do que o leite de vaca pode às vezes confundir. No entanto, contem todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável do bebé. O leite materno nunca “dilui demasiado”. O leite maduro muda durante o período de amamentação de uma única mamada para servir exactamente as necessidades de um bebé.

Tipos de mamilos

Antes do seu bebé nascer, é útil saber que tipo de mamilo a mãe tem. As mulheres podem ter variações diferentes de mamilos. Estas variações incluem mamilos pequenos, grandes ou longos, lisos ou invertidos.


Os Mamilos Planos ou Invertidos podem dificultar a amamentação. Mas se seguir algumas medidas de preparação poderá amamentar sem dificuldade.

Pode determinar se tem ou não mamilos planos ou invertidos comprimindo delicadamente a aréola, aproximadamente três centímetros atrás do mamilo. Um mamilo invertido inverterá ou retrairá.

Se os seus mamilos forem planos ou invertidos pode usar um formador de mamilo para ajudar a prolongar o mamilo. O formador de mamilo pode ser usado durante a gravidez e/ou após o nascimento. O conselho de um especialista em amamentação ou da enfermeira assistente, é recomendável, se suspeitar ter mamilos planos ou invertidos.

Higiene e cuidado do mamilo

Não é necessário limpar o peito ou mamilo de maneira especial antes ou após alimentar o bebé. Enxaguar o peito com água no banho diário é tudo o que precisa. Deve ser evitada a utilização de sabão ou desinfectante nos mamilos e aréola para não secar a pele, que pode contribuir para o surgimento de mamilos macerados ou gretados.

Durante a gravidez as glândulas de Montgomery que cercam o mamilo começam a segregar um óleo natural que lubrifica a pele e inibe o desenvolvimento de bactérias.

Após a amamentação deve extrair algumas gotas de leite, massajar delicadamente e deixar secar a pele. Pode ainda aplicar uma quantidade reduzida de lanolina purificada (por exemplo: Purelan 100 ) nos mamilos e na aréola. Os soutiens e protectores de seio descartáveis ou laváveis devem permitir a circulação do ar.

Amamentar não significa magoar ou doer. Se for doloroso amamentar procure ajuda junto um especialista em amamentação ou da sua enfermeira assistente. Existem vários factores para ter dor: Mau posicionamento do bebé, má pega, mamilo gretado, infecção mamária,…

Fonte: Medela, Bacelar

Extracção manual de leite materno


Para extrair manualmente o leite os movimentos devem ser sempre suaves e não esqueça que a extracção não deve doer.

Caso sinta dor procure a ajuda de um profissional de saúde.

Para promover a saída do leite faça movimentos circulares e deslize os dedos no sentido do mamilo. Se sentir os seios tensos e duros coloque pachos de água quente para ajudar na ejecção do leite. Isto fará dilatar os ductos, permitindo uma maior fluidez do leite.

Coloque a mão na mama conforme a figura e pressione contra ao peito apertando para fazer sair o leite.

Evite fazer este tipo de movimentos:

Fonte: Medela, Bacelar