Bébé Confort Coimbra participa no evento Volta da Carta Europeia da Segurança Rodoviária 2008

Decorreu a 20 de Junho, em Lisboa, no Auditório da Representação da Comissão Europeia, uma sessão de apresentação da Carta Europeia da Segurança Rodoviária (CESR) e assinatura de compromissos por parte de novas entidades aderentes. O evento foi presidido pelo Ministro da Administração Interna, Rui Pereira e contou com a presença da Bébé Confort Coimbra.

Lançada pela Comissão Europeia há quatro anos, a Carta faz parte do Programa de Acção para a Segurança Rodoviária e tem como ojectivo reduzir para metade o número de mortos nas estradas europeias até 2010. O lema da Carta – “25 mil vidas a salvar” – traduz a ambição deste projecto.

Este evento serviu essencialmente para divulgar a assinatura da Carta por parte de mais 25 entidades portuguesas, entre as quais os Governos Civis de Aveiro, Castelo Branco, Viseu e outros 9 distritos, elevando assim o número de signatários portugueses para 49.

A Bébé Confort Coimbra assinou a Carta em Abril de 2007 a convite da sua coordenadora, Maria Teresa Sanz-Villegas, que esteve presente em Lisboa para apresentar a iniciativa como representante da Comissão Europeia. Esta foi uma boa oportunidade para trocar impressões com a coordenadora da CESR. Foi-lhe exposto o conjunto de actividades já desenvolvidas pela Bébé Confort Coimbra no âmbito do seu compromisso com a CESR e foram discutidas novas acções a empreender no futuro.

Para a coordenadora da Carta a dimensão da Bébé Confort Coimbra (minúscula quando comparada com a dos Governos Civis ou de outras empresas signatárias como a Brisa ou os CTT) não deverá constituir um obstáculo para continuar a apresentar iniciativas originais e inovadoras. Para Maria Teresa Sanz-Villegas, é exactamente a participação de um conjunto heterogéneo de empresas, organismos públicos e entidades da sociedade civil de todos os géneros que constitui uma oportunidade única para agir de forma directa e decisiva para reduzir o número de vítimas de acidentes rodoviários.

Até Junho de 2008, já mais de 1.000 entidades na Europa tinham aderido à Carta.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *