Estou grávido

“Só recentemente é que começou a estudar-se a perspectiva masculina da gravidez. «Hoje, o homem tem uma experiência emocionalmente mais próxima da mulher», considera a psicóloga Maria Cristina Canavarro, da Maternidade Doutor Daniel de Matos, em Coimbra. Tanto assim é, que se identificou o chamado “Síndrome de Couvade”: «O psiquiatra britânico Trethowan identificou nos companheiros das mulheres grávidas um conjunto de sintomas físicos (enjoos, vómitos) e psicológicos (tensão, insónia e irritabilidade), que designou por “Síndrome de Couvade”, por referência a uma cerimónia presente nalgumas sociedades primitivas, em que, quando se aproximava a hora do nascimento de uma criança, os homens simulavam a agonia do parto», explica Maria Cristina Canavarro. No entanto, a psicóloga e também docente da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, da Universidade de Coimbra, alerta que a prevalência destes sintomas físicos é muito pequena.

[…] Os pais que sentem «Síndrome de Couvade» podem apresentar vários sintomas, que são mais intensos no terceiro e quarto mês, e perto do final da gravidez:
– Variações de apetite
– Engordar
– Enjoos
– Insónias
– Indigestão
– Diarreia e prisão de ventre
– Flutuações de humor
– Dores de costas
– Desejos de comida”*

*Fonte: Pais e Filhos, 17/03/2007

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *