Nem E2 nem é 03, é 04

A PSP realizou na segunda-feira, a nível nacional, uma acção de sensibilização sobre o transporte de crianças em automóvel. Nunca é demais salientar a importância de as crianças serem transportadas adequadamente, para mais num país com os índices de sinistralidade rodoviária como os que se verificam em Portugal. Este tipo de acções são ainda mais importantes porquanto as crianças dependem da responsabilidade dos pais para os habituarem e obrigarem a usar cadeirinhas e cintos de segurança.

Não basta usar as cadeirinhas ou colocar os cintos. É necessário escolher o sistema de retenção (vulgo cadeirinha) adequado e é essencial instalar estes dispositivos de segurança de modo correcto. Os pais precisam de recolher informação e da ajuda de terceiros, para poderem avaliar qual a melhor opção para o seu filho em particular.

A Bébé Confort Coimbra, ciente do papel fulcral da prevenção rodoviária, é um dos primeiros parceiros da Carta Europeia da Segurança Rodoviária e desde há muito promove acções em colaboração com outras entidades, como as Nações Unidas ou o Ministério da Administração Interna, que visam incrementar uma maior e melhor utilização dos sistemas de retenção para crianças.

Nesta acção a PSP não seguiu uma via repressiva mas sim de sensibilização. Pena é que nem sempre a informação tenha sido transmitida com exactidão.

Uma cliente da Bébé Confort Coimbra informou-nos que tinha sido alertada pela PSP da Figueira da Foz, no âmbito da operação “Crescer Seguro à Vida”, para o facto de a cadeira onde transportava o seu filho não estar homologada pelas normas mais recentes. Segundo o agente a “norma E2” que a cadeira tinha inscrita na etiqueta já não se encontrava em vigor. À questão da cliente sobre a probabilidade de vir a ser multada numa operação futura pela utilização desta cadeira, o polícia preveniu-a que tal coima seria assaz plausível numa acção que não se limitasse à componente de sensibilização.

Esta cliente ficou evidentemente surpresa por ter comprado uma cadeira há tão pouco tempo na Bébé Confort Coimbra e constatar que esta já não cumpria as normas de segurança em vigor. Felizmente tratou-se apenas de um lamentável equívoco bastante simples de explicar.

As cadeirinhas que estão conforme a regulamentação europeia têm uma etiqueta que prova a passagem com sucesso nos testes de avaliação. Esta etiqueta transmite ainda outras informações: qual o intervalo de peso das crianças a que se destina, qual o país em que a cadeira foi homologada, qual a emenda do regulamento pela qual foi homologada, etc. Na Europa, as cadeiras-auto para crianças devem corresponder às normas definidas no regulamento ECE R44. Este regulamento já sofreu várias alterações, tendo já surgido e entrado em vigor, desde o dia 23 de Junho de 2005, uma nova emenda “04”, sucedendo à “03”.

Voltando à cliente da Bébé Confort confrontada com a possibilidade de uma multa, o agente da PSP confundiu infelizmente a inscrição que identifica o país que entregou a homologação – “E2”, que corresponde a França – com a emenda do referido regulamento (“03” ou “04”). Como a maior parte dos produtos da Bébé Confort são entregues para homologação em França, tal terá significado porventura que os nossos clientes que tenham sido alvo desta operação na Figueira da Foz estejam agora preocupados com a segurança da sua cadeira. Nada mais errado, a maioria das cadeiras está, aliás, homologada pela emenda mais recente do regulamento, a “04”.

É evidente que a Bébé Confort, como marca de referência e fazendo parte do maior grupo mundial de puericultura, cumpre e supera todas as exigências de homologação.

Este tipo de equívocos ensombra acções que de outro modo seriam exemplares. Ainda mais porque, investidos da autoridade que lhes confere a pertença à PSP, as afirmações dos agentes são “lei” para o cidadão que as ouve. Apesar desta incorrecção, esta iniciativa da PSP, bem como outras que tem realizado ao longo dos últimos anos, contribui sobremaneira para um maior alerta sobre a prevenção rodoviária, e como tal é de louvar.

A Bébé Confort Coimbra possui vários bancos de automóvel para demonstrar aos pais como se devem instalar correctamente as cadeiras-auto. Para que este tipo de situações não volte a suceder, predispomo-nos a esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir, quer a consumidores, quer a entidades privadas ou públicas.

etiqueta cadeira homologada

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *