Se eles soubessem que eu estou grávida…

«romance

Não tardou a acusar os sintomas de gravidez. Quando o médico confirmou o estado, voltou para casa, comovidíssima. No ônibus, veio de pé, enquanto sujeitos fortes, atléticos, viajavam solidamente sentados. Pensou: “Se eles soubessem que eu estou grávida…” E só imaginava a surpresa maravilhosa do marido quando ela desse a notícia. À tardinha, chegou Guilherme. Deu-lhe um beijo frívolo na face. Já em mangas de camisa, sentou-se para ler, no jornal, a página de futebol. Então, nervosíssima, os olhos marejados, Regina diz:
– Eu estou!
– O quê?
Baixa a cabeça
– Vou ter neném!
Guilherme encostou o jornal, atônito: “No duro? Batata?”
Na sua emoção, na sua candura, Regina suspira:
– Assim disse o médico. Garantiu.
Apanhou, de novo, o jornal; rosnou:
– Que espeto!
Passado o encanto da lua-de-mel, via na maternidade só os aspectos desagradáveis, sobretudo o problema econômico. Perdia muito dinheiro no jóquei, na sinuca e… Continuou a ler o jornal de cara amarrada.»

Extracto de “A Vida como ELA é…” de Nelson Rodrigues

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *