Quando ter um filho “fala mais alto”…

“São cada vez menos mas há ainda quem resista ao desânimo geral e tenha avançado para a aventura de ter um filho em 2012. Serão heróis, irresponsáveis ou, simplesmente, optimistas? O [Jornal] PÚBLICO quer perceber os motivos que levam uma pessoa a tomar a decisão de ter um filho no actual contexto social e económico.

?Com que argumentos, sentimentos e razões se ultrapassa a hesitação que a crise poderia colocar no caminho para [a opção de ter um filho]. Afinal, o que é que fala mais alto?"

Partilhe a sua história com o Jornal PÚBLICO: http://static.publico.pt/docs/emailForm/send.aspx?id=518

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *