O porta-bebé, um aconchego inesquecível

image Durante os primeiros meses, o bebé sente naturalmente necessidade de estar em contacto com os pais. Aconchegado no seu porta-bebé, sente-se seguro com a sua presença. Com as mãos livres, pode testemunhar-lhe a sua ternura e levá-lo para todo o lado consigo. Ao ritmo do seu coração, o bebé desenvolve-se serenamente.

 

 

 

 

 

 

 

image image image

Porta-bebés Bébe Confort: Welcome’Excel, Welcom’Extens, Welcom’Relax

Welcom’Excel: Alivia até 50% a pressão exercida nos seus ombros!

porta_bebe_welcome_excelNOVIDADE: Porta-bebé WELCOME’EXCELGraças a ele, o bebé parece 2 vezes mais leve.

O DSS – Dorsal Support System (patenteado pela Bébé Confort), desenvolvido em colaboração com o lamih-umr do CNRS (França), assegura a transferência do peso da criança para as zonas que sustentam o porta-bebé (as ancas nomeadamente) para aliviar os ombros. As suas alças de malha 3D arejada são acolchoadas para um conforto total.

Sistema WellFix para uma instalação simples, segura e rápida. Com um simples clique, instala o seu bebé muito facilmente graças ao sistema WellFix.

O bebé está rodeado de bem-estar. O seu assento anatómico é acolchoado, ultra macio e antitranspirante. Com o seu redutor em felpo, especialmente reforçado ao nível do pescoço, o recém-nascido está bem instalado. O seu encosto é reforçado para uma maior segurança ao nível da cabeça e das costas. É também regulável em largura para acompanhar o crescimento do bebé.

Virado para si:image Virado para a frenteimage

Que porta-bebé escolher?

Quando temos o bebé mais bonito do mundo, temos vontade de tê-lo bem pertinho de nós e de o levar connosco para todo o lado! Ideal, o porta-bebé deixa-vos as mãos livres para encher de mimos o bebé. Na posição ventral para os mais pequenos, dorsal para os maiores, cabe-vos a vós escolher em função da idade do bebé e das vossas actividades!

Desde o nascimento (3,5 kg) até aos 12 kg: escolha o porta-bebé ventral.

porta_bebe_ventralDurante os primeiros meses, o bebé sente necessidade de estar em contacto com os pais. Bem aconchegado no seu porta-bebé, sente-se seguro com a sua voz, o seu odor e a sua presença. Com as mãos livres, os pais podem responder rapidamente às suas necessidades. Aconchegado contra o seu corpo, o bebé gostará mais tarde, a partir dos 3 meses, de se virar para o mundo que o rodeia. Em contacto directo com o seu mundo, o bebé desperta os seus sentidos e cresce em harmonia. porta_bebe_maya

 

A partir dos 9 meses aproximadamente até aos 15 kg: escolha o porta-bebé dorsal.

Plenamente acordado, o bebé descobre o mundo do alto dos seus ombros e acompanha-o aquando dos seus passeios. Quer seja na praia, na montanha, na cidade ou no campo, ele vai para todo o lado, onde o carrinho não passa. Maneável e pouco espaçoso, confortável também para os pais, o porta-bebé é o seu melhor aliado, pretexto para belas escapadas.

Axiss

 

A chegada da Axiss da Bébé Confort marca uma reviravolta decisiva no universo da segurança auto. Centrada na facilidade de instalação da criança, esta cadeira responde às expectativas dos pais que, todos os dias, querem utilizar uma cadeira prática, garantindo ao mesmo tempo uma segurança total e um grande conforto ao seu bebé.

A cadeira-auto Grupo 1 Axiss da Bébé Confort está disponível em 12 padrões:

 

Conselhos: os passeios de carrinho

Nunca deixe a criança sozinha, mesmo que seja por segundos. Se precisar, leve-a ao colo ou peça a alguém para a vigiar enquanto se ausenta.
• Durante os primeiros meses, o assento na posição virado para os pais é a ideal, depois progressivamente, vire o assento para a frente para o despertar da criança.
• Não instale o seu bebé na posição sentada enquanto não for capaz de sentar-se sozinho (cerca dos 6/9 meses).
• Verifique se o travão do carrinho está posto antes de instalar a criança.
• Engate sempre o travão quando estiver parado, mesmo se for por pouco tempo.
• Não se esqueça de ajustar e de apertar o arnês de segurança mesmo se o passeio for curto. Verifique sempre o seu estado.
• Antes de ir passear, verifique se o saco tem os produtos essenciais como fraldas, toalhitas, colchão muda-fraldas, roupa e os brinquedos preferidos do bebé.
• No Inverno, quando está frio, agasalhe bem o seu bebé, em particular as extremidades (pés, mãos e cabeça). Não se esqueça de que, enquanto passeia com o bebé, este permanece imóvel.
• No Verão, utilize uma sombrinha ou uma capota para proteger o bebé do calor e do sol. Verifique se está suficientemente hidratado e não se esqueça do protector solar!
• Não sobrecarregue o guiador do carrinho com compras.
• Nunca suba escadas com o carrinho e não o levante se o bebé estiver dentro.
• Se o terreno for acidentado, coloque as rodas na posição fixa para maior estabilidade.
• Na cidade, para que o bebé respire um ar mais puro, escolha um itinerário por ruas menos movimentadas e evite as horas de ponta.
• Não se esqueça da manutenção do seu artigo.

Fonte: Bébé Confort

"Balanço negro" no Hospital Pediátrico e na Maternidade Bissaya Barreto, segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses

 

«O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses fez ontem um “balanço negro” da empresarialização do Centro Hospitalar de Coimbra. Gestão em função dos números tem tido consequências negativas, lamentam.

Um ano depois da passagem do Centro Hospitalar de Coimbra (CHC) para Entidade Pública Empresarial (EPE), Paulo Anacleto não tem “qualquer dúvida” ao afirmar que a situação está pior do que em Março de 2007. […]

Apesar de os problemas se estenderem às três unidades do CHC – Hospital Geral, Hospital Pediátrico e Maternidade Bissaya Barreto – Paulo Anacleto apontou o Pediátrico como aquele em que as carências são mais “gritantes”, faltando quase tudo: “medicamentos; material de clínico corrente (cateteres, prolongadores de soro…); vários tipos de leite e papas; fraldas; luvas e batas para os profissionais e familiares….”. […]

Além de materiais, denuncia, faltam enfermeiros nas três unidades. Segundo dados das chefias intermédias do CHC, baseados na circular normativa da Secretaria–Geral do Ministério da Saúde, faltam “33 enfermeiro no Hospital Pediátrico”, cinco deles na urgência que, afirma, “está a abarrotar”. Também na maternidade faltam “20 enfermeiros” e no Hospital Geral “várias dezenas”, acrescenta.»

Fonte: As Beiras

“Heranças Familiares: perspectiva psicanalítica” em debate

No próximo dia 15 de Março irá ser lançado um novo livro da mesma autora (Filomena Bayle) de “À Volta do Nascimento”. Fica aqui a notícia:

«Nos próximos dias 14 e 15 de Março, o Departamento de Psicologia do Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF) recebe no Cineteatro de Loulé, o IV Colóquio de Psicologia.

Subordinado ao tema “Heranças Familiares: Perspectiva Psicanalítica”, o colóquio, destinado a técnicos de saúde mental e estudantes de psicologia, pretende propiciar um espaço de debate.

[…] No dia 15 vão estar presentes Eduardo Sá e Carlos Amaral Dias. Nesse dia vai ser ainda lançado o livro “Perturbações da Parentalidade” da autoria de Filomena Bayle e de Serge Martinez, com prefácio de Eduardo Sá.

Filomena Bayle é doutorada em Psicologia na Paris V, Sorbonne, em 1989. […] Serge Martinet doutorou-se em Medicina em 1972. É psiquiatra desde 1977 e foi prático hospitalar e antigo chefe de serviço de Pedopsiquiatria. […]

As inscrições estão abertas até ao dia 8 de Março e a entrada é livre.»

Fonte: Região Sul.

Nova técnica para tratar infertilidade

«Quando tudo o resto parece falhar, para muitos a injecção intracitoplasmática de espermatozóides é a última possibilidade. Apesar disso, apenas um em cada três casais que recorrem ao método consegue alcançar o objectivo. No trabalho realizado na Alemanha os especialistas foram capazes de duplicar a taxa de sucesso.

“O método é recomendado quando o homem produz poucos espermatozóides”, revela Markus Montag, um dos autores do trabalho. O que os médicos fazem é extrair do tecido testicular espermatozóides funcionais, posteriormente injectados nos óvulos, com o trabalho do homem a terminar quando começa o da mulher, submetida a um tratamento hormonal para que se dê a maturação de óvulos no ovário.

“Injectamos o esperma em cada um dos óvulos”, explica o médico. “Depois são necessárias mais de 26 horas para se formar um embrião.” O passo seguinte é escolher qual o óvulo fertilizado que será implantado no útero.

[…] Para Isabel Torgal, vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução, “a principal dificuldade consiste na escolha do melhor espermatozóide e não do melhor óvulo”, explica ao CM. Apesar de, acrescenta, “nos últimos anos terem aparecido vários programas informáticos que se dizem muito inovadores, a verdade é que na prática clínica não se tem observado efeitos positivos significativos”. Por isso, afirma, o melhor mesmo é “esperar para ver”.»

Fonte: Correio da Manhã

Todas as crianças devem ser vacinadas anualmente contra a Gripe

Todas as crianças devem ser vacinadas anualmente contra a Gripe
Recomendação de peritos norte-americanos

Todas as crianças, e não apenas as menores de cinco anos, devem ser vacinadas contra a Gripe, aconselhou esta semana um painel de peritos federais norte-americanos. O painel sugere que a vacinação deva ser alargada até aos 18 anos.
O painel votou a favor de alargar as vacinas anuais a virtualmente todas as crianças norte-americanas, excepto às menores de seis meses e às que apresentam alergias graves aos ovos.  […]

Fonte: Saúde na Internet – Rede MNI