Quando se deve fazer a transição da cadeira auto do Grupo 1 para uma do Grupo 2/3?

pearl Para segurança do seu filho, recomendamos que utilize a cadeira auto do Grupo 1 durante o máximo de tempo possível. Espere que o seu filho atinja o peso máximo (18kg) ou que a cabeça dele ultrapasse a estrutura da cadeira auto. ferofix

Enquanto a cabeça do seu filho estivar protegida pela estrutura da cadeira, aconselhamos a que não efectue a transição para a cadeira auto do grupo seguinte, para que o seu filho tenha a melhor protecção possível.

Fonte: Bébé Confort

Maxi-Cosi Rodi AirProtect®

rodi_air_protect_meninaComo especialista e líder em produtos para transporte de crianças, dentro e fora do automóvel, a Maxi-Cosi sabe o que os pais desejam – Explorar, experimentar e divertir-se com o seu filho estão no topo da lista de prioridades de todos os pais. Com a integração da nova tecnologia AirProtect ® na cadeira de segurança automóvel Rodi, a Maxi-Cosi está a melhorar consideravelmente a protecção das crianças no carro e a contribuir assim para que, com mais tranquilidade, os pais se concentrem no prazer de viajar.

airprotect_logo O AirProtect ® foi concebido para proteger a parte mais importante do corpo da criança aquando de uma eventual colisão: a cabeça. Esta tecnologia inovadora foi desenvolvida pelo fabricante das cadeiras Maxi-Cosi em colaboração com o reputado Crash Safety Center da Universidade Kettering do Michigan, uma das principais universidades técnicas dos Estados Unidos.

Para o seu filho viajar ainda mais confortavelmente com a Maxi-Cosi Rodi

apoia_pés_rodi

APOIA-PÉS RODI: A solução perfeita para viagens longas.

  • Indicado para utilização em viagens longas para crianças entre os 3 e os 5 anos
  • Proporciona um perfeito apoio das pernas em viagens longas
  • Regulável em oito posições
  • Fácil de instalar e de limpar

Assegure que o seu automóvel possui espaço suficiente para adaptar o apoia-pés na Rodi.

IVA de 5% para cadeirinhas e assentos próprios para o transporte de crianças em veículos automóveis

A Lei n.º 64-A/2008, de 31 de Dezembro (que aprova o Orçamento de Estado para 2009) foi publicada em suplemento do Diário da República.

Entre outras alterações importantes, destacamos as modificações introduzidas pelo artigo 77.º, que acrescenta mais dois itens à lista de bens e serviços sujeitos à taxa reduzida de IVA de 5%. A partir de 1 de Janeiro de 2009, as “cadeiras e assentos próprios para o transporte de crianças em veículos automóveis, bem como outros equipamentos de retenção para o mesmo fim” passam a ser comercializadas com o IVA a 5%.

Como referia a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), em comunicado de 20/10/2008, esta medida:

“[…] terá ganhos inegáveis ao nível social e económico.

A nova realidade terá impacto nos orçamentos familiares e irá desencorajar o uso de sistemas antiquados ou em segunda mão, promovendo assim mais segurança através do uso de cadeirinhas adequadas a cada caso e de melhor qualidade.”

O comentário da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN), em comunicado de 14/10/2008, à (então) proposta de redução do IVA das cadeirinhas, foi ainda mais contundente: Com efeito, como foi possível, durante tantos anos, o Estado cobrar IVA à taxa normal por um bem de aquisição obrigatória?”

Seja como for, esta antiga reivindicação de várias associações e – sobretudo – de muitíssimos pais, foi finalmente acolhida pelo governo. Será caso para dizer: Mais vale tarde do que nunca!

 

A redacção exacta do artigo 77.º da Lei n.º 64-A/2008, de 31 de Dezembro, é a seguinte:

“Artigo 77.º

Aditamento à lista I anexa ao Código do IVA [a lista de Bens e serviços sujeitos a taxa reduzida – 5%]

São aditadas à lista I anexa ao Código do IVA, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 394 -B/84, de 26 de Dezembro [Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado], as verbas 2.29 e 2.30, com a seguinte redacção:

«2.29 — Cadeiras e assentos próprios para o transporte de crianças em veículos automóveis, bem como outros equipamentos de retenção para o mesmo fim.

2.30 — Prestações de serviços de manutenção ou reparação de próteses, equipamentos, aparelhos, artefactos e outros bens referidos nas verbas 2.6, 2.8 e 2.9.»”

O meu filho tem 3,5 anos e 19 kilos. Tenho de usar uma cadeira Grupo 2/3 (com encosto) ou poderei andar só com o banco elevatório?

A lei estabelece que, no automóvel, as crianças “devem ser seguras por sistema de retenção homologado e adaptado ao seu tamanho e peso” ( art. 55.º do Decreto-Lei n.º 44/2005 de 23 de Fevereiro).

Como uma criança com 19 kilos já tem demasiado peso para poder continuar numa cadeira com arnês (Grupo 1), deve ser transportada numa cadeira de apoio (um assento elevatório com costas) até ter 1,5m.

As cadeiras de apoio constituídas por assento elevatório com costas oferecem protecção acrescida em caso de colisões laterais, através do encosto lombar e do apoio para a cabeça. Por isso, é recomendada a utilização da cadeira com encosto, principalmente para crianças com peso compreendido entre os 15 e os 25 kg (aproximadamente dos 3 anos e meio aos 7 anos).

Para além do mais, a guia do cinto que as cadeiras Grupo 2/3 geralmente têm no apoio para a cabeça, ajustam o cinto para uma passagem mais correcta sobre os ombros. (As cadeiras Grupo 2/3 devem, aliás, começar a ser usadas apenas quando a criança tenha um mínimo de 15kg e a altura suficiente para que o cinto fique assente no ombro e não no pescoço).

A recomendação sobre a altura ideal para começar a usar apenas o assento elevatório é fornecida pelos fabricantes de cadeiras Grupo 2/3 no respectivo manual da cadeirinha. Mas, em geral, como atrás referido, a utilização exclusiva do assento elevatório nunca é recomendada antes dos seis / sete anos.

Note-se ainda que a portaria n.º 311-A/2005 do Ministério da Administração Interna classifica as cadeiras Grupo 3 (os “assentos elevatórios”) como sendo “para crianças de peso compreendido entre 22 kg e 36 kg”.

Por outro lado, tal como indica o site da ROSPA (Royal Society for the Prevention of Accidents) dedicado às cadeiras de segurança automóvel, as cadeirinhas que sejam somente Grupo 2 ou Grupo 3 já praticamente não são produzidas; ou pertencem ao Grupo 2/3 ou abarcam o Grupo 1, 2 e 3.

A questão essencial é que numa cadeira Grupo 2/3 as crianças passam a ser tratadas como “pequenos adultos”: deixam de usar uma cadeira instalada no automóvel que as segura através de um arnês e passam a utilizar o cinto de segurança para as segurar a elas e à cadeira em simultâneo. Daí a importância de ajustar correctamente o cinto de segurança.

Alguns dos pontos principais a verificar numa cadeira de Grupo 2/3:

  • O cinto deve estar bem ajustado à criança – não tendo folga;
  • O cinto deve cruzar o peito, assentando no meio do ombro – e não no pescoço (ou sob os ombros!);
  • O cinto inferior não deve pressionar o abdómen – o cinto deve passar por baixo da barriga – e não sobre a mesma.

Prémios da Revista Practical Parenting

Os prestigiados prémios da revista inglesa Practical Parenting reconhecem a inovação, excelência e o carácter prático dos produtos para bebé. Os membros do juri deste ano são uma mistura de peritos e de mães que submeteram os produtos a um rigoroso teste.

 

A Maxi-Cosi foi a primeira qualificada nas seguintes categorias:

Melhor cadeira 0-9 meses: MAXI-COSI CABRIOFIX & EASYFIX BASE

Melhor cadeira Grupo 2/3: RODI XR

A TOBI foi votada como “Muito recomendada” na categoria de Melhor cadeira de automóvel.

 

Fontes:

http://www.practicalparenting.co.uk

http://www.maxi-cosi.com

Maxi-Cosi Rodi XR

Grupo 2/3 / Dos 3,5 anos, aproximadamente, até aos 12 anos (15-36 kg)

Rodi XRSente-se & relaxe

Excelentes resultados nos testes realizados em 2007 pelos organismos europeus de consumidor.

A Rodi XR oferece total tranquilidade aos pais sempre que viajam com os seus filhos. A posição reclinável, a largura da cadeira e as protecções laterais garantem viagens cómodas e relaxantes.

Maxi-Cosi Rodi XR com grau de inclinação extra confortável

  • Posição inclinada relaxante exclusiva para crianças pequenas e grandes

  • Fácil de ajustar na parte frontal com apenas uma mão

  • Encosto adaptável, em altura e largura, ao crescimento da criança

  • Óptima protecção para a cabeça, região lombar e ancas bem protegidas em caso de colisão lateral

  • Maior estabilidade graças à âncora de fixação do apoio para a cabeça

  • Leve e fácil de mudar no automóvel

rodi-xr-black-reflection.jpg rodi-xr-blue-print.jpg rodi-xr-chili-pepper.jpg rodi-xr-citro-rush.jpg rodi-xr-deep-mint.jpg

rodi-xr-frisbee.jpg rodi-xr-lily-pink.jpg rodi-xr-magic-rose.jpg rodi-xr-phantom.jpg rodi-xr-pumpkin.jpg

rodi-xr-red-flame-reflection.jpg rodi-xr-squirl.jpg rodi-xr-trail.jpg

Manual de instruções Maxi-Cosi Rodi XR

Sente-se e relaxe. Maxi-Cosi Rodi XR com grau de inclinação extra confortável

[MEDIA=1] 

Todos os pais gostam de conduzir com o seu filho de forma relaxada e segura. Sobretudo no caso das crianças mais velhas, é necessária alguma técnica de negociação para conseguir que a menina ou o menino se sentem na cadeira auto. A Maxi-Cosi apresenta a solução com a nova Maxi-Cosi Rodi XR. Uma cadeira auto com posição de descanso confortável, onde as crianças dos 3 anos e meio aos 12 anos podem relaxar de forma agradável.

Todos os pais o reconhecerão. As crianças de cerca de 3,5 anos não são fáceis de colocar numa cadeira auto. A cadeira auto é frequentemente associada pelas crianças a um acessório para bebés, o que não é nada divertido para um rapaz robusto ou uma menina já grande. Contudo, em Portugal, é obrigatório, desde 1 de Março de 2006, o uso de cadeiras-auto (sistemas de retenção) homologadas, em crianças com menos de 12 anos de idade e menos de 150 cm. A obrigatoriedade do uso de cadeiras-auto aplica-se em todos os outros Estados Membros da CE. Por conseguinte, é imperativo usar cadeira-auto, de preferência, uma que seja robusta, e onde se possa relaxar de forma agradável. 

XR Extra Relaxed (ainda mais relaxante)
A Maxi-Cosi Rodi XR distingue-se pela facilidade de colocação na posição de descanso, na parte dianteira da cadeira, com um simples gesto. Esta particularidade permite que a criança relaxe de uma forma mais rápida, mas significa, também, viagens mais relaxadas e agradáveis para os pais. 

XR Design
A Maxi-Cosi Rodi XR está disponível em diferentes tonalidades fortes e ousadas. A âncora de fixação por trás do apoio de cabeça oferece uma estabilidade adicional. É fácil de transportar de uma viatura para outra porque é muito leve, e, também,  fácil de instalar no automóvel com um cinto de segurança de 3 pontos de fixação. A Maxi-Cosi Rodi XR possui um encosto que acompanha o crescimento do seu filho, em altura e largura, oferecendo, desta forma, uma protecção extra à cabeça, região lombar e ancas em caso de colisão lateral.

Fonte: www.maxi-cosi.com