Fármaco para náuseas e o risco (ou ausência dele) para feto

«Um estudo israelita concluiu que o fármaco metoclopramida para as náuseas e vómitos, que é utilizado generalizadamente, mas pouco testado em relação à segurança nas mulheres grávidas, não provoca danos evidentes no feto.
Os investigadores, num estudo com milhares de utilizadoras, não descobriram qualquer aumento na morte ou malformações entre os bebés das mulheres que tomaram metoclopramida durante o primeiro trimestre da gravidez.
Este fármaco é utilizado amplamente em Israel e em alguns países da Europa, mas nos Estados Unidos e no Canadá só é administrado para contrariar os casos mais graves de enjoos matinais.
Até 80 por cento das mulheres grávidas sofrem, pelo menos, um episódio de naúseas e vómitos durante os primeiros três meses de gravidez. […]»

Fonte: Farmacia.com.pt

Consulte aqui a informação no Prontuário Terapêutico (Infarmed) sobre a metoclopramida.