Comissário europeu quer aumentar licença de maternidade para 18 semanas

«O comissário europeu do Emprego e dos Assuntos Sociais, Vladimir Spidla, pretende aumentar a licença de maternidade de 14 para 18 semanas na União Europeia, devendo apresentar um projecto de directiva a 8 de Outubro.
Segundo noticia hoje o jornal alemão “Wirtshaftswoche”, o projecto prevê o pagamento da totalidade do salário durante toda a licença de maternidade.
Vlaidmir Splida, da República Checa, argumenta com a igualdade de oportunidades e a necessidade de melhorar a condição feminina, acrescenta o jornal. “Uma licença de maternidade mais longa terá um efeito positivo na relação com a criança e poderá ajudar as mulheres a tornarem-se mais activas” no mercado de emprego, segundo o projecto. […]»

Fonte: Público Online, 31-08-2008