Um em cada três partos realizados em 2006 foi cesariana

Um em cada três partos realizados em 2006 em Portugal foi por cesariana, valor hoje considerado um “problema de saúde pública” pelo médico Vicente Pinto, que defendeu como solução “tratar como natural o que é natural”.
Numa discussão sobre riscos do aumento do número de cesarianas nos países em desenvolvimento, no âmbito do 20º Congresso Europeu de Ginecologia e Obstetrícia, o especialista português lembrou que a meta do Plano Nacional de Saúde é fixar em 24,8 por cento a taxa de cesarianas em 2010.Na Europa, o número médio de cesarianas é de 19 por cento.
“Em Portugal, as cesarianas são um problema de saúde pública que está a aumentar e é um procedimento que não beneficia a mãe nem o bebé. Em 2001, o número era de 29,7 por cento, em 2004 de 33 por cento, em 2005 de quase 35 e em 2006 de 33,5 por cento”, apontou, no congresso que termina sábado, em Lisboa.

A redução que se registou entre 2005 e 2006 foi “um bom sinal”, defendeu Vicente Pinto, mas “não foi suficiente e há mais a fazer”.

Para justificar os números ainda elevados, o antigo director da Maternidade Alfredo da Costa (MAC) referiu à Lusa os pedidos da mulher – por temer complicações no parto vaginal ou consequências na vida sexual posterior – e o adiamento cada vez mais comum do momento da maternidade.

[…] No entanto, o clínico lembrou que uma cesariana é uma operação, que acarreta riscos idênticos a qualquer intervenção cirúrgica, um internamento mais prolongado e inúmeros problemas médicos.
[…] Vicente Pinto defende que o acompanhamento de uma enfermeira-parteira por parturiante, como acontece na Finlândia, “quase resolvia todos os problemas”.

“Há que fazer natural o que o é, e o parto é algo natural”, resumiu Vicente Pinto, lembrando que a Finlândia tinha em 2004 o melhor valor de cesarianas na Europa dos 15 (16,4 por cento).

Frisou ainda que depois de uma cesariana é possível fazer um parto vaginal, desmistificando a ideia que “depois de uma cesariana, segue-se outra”. […]

Fonte: Saúde: Um em cada três partos realizados em 2006 foi cesariana – RTP Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *