Alimentação em Tempos de Gripe

Manual inclui sugestões sobre aprovisionamento alimentar

«Alimentação em Tempos de Gripe» é o primeiro livro electrónico da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP) desenvolvido com o objectivo de disponibilizar à comunidade ferramentas para planear a sua alimentação de forma a fazer face a uma eventual “situação de mudança de rotinas sem alarmismos”. A obra da autoria de docentes da FCNAUP (Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto) foi lançada no dia 17 de Julho e destina-se à população em geral.

    O livro pode ser lido aqui!Algumas dicas:

  • Uma  pessoa bem nutrida estará mais apta, à partida, para aguentar melhor qualquer doença;
  • Como se trata de uma infecção, a alimentação só por si não previne o aparecimento da doença;
  • Consuma alimentos que reforcem as suas defesas: vitaminas e minerais. Ou seja, muita fruta e hortícolas.
  • Mantenha o corpo bem hidratado: água, sumos, chá, tisanas, leite e iogurtes.
  • Se adoecer com gripe e lhe faltar o apetite: coma pouco de cada vez, mas coma mais vezes ao longo do dia;
  • Cuidados a ter: As bebidas e comidas muito quentes fazem com que o doente transpire ainda mais e desidrate mais facilmente.

Fontes:

“Boa alimentação ajuda a curar gripe A”, Diário de Notícias, 01/08/2009

“«Alimentação em Tempos de Gripe”, o 1.º E-Book da FCNAUP»”, Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, 17 de Julho de 2009

Setembro será um mês fulcral para o desenvolvimento da pandemia da gripe A em Portugal

«[…] O regresso de férias dos portugueses, muitos trazendo o vírus H1N1 com eles, a abertura das escolas, o previsível arrefecimento das temperaturas – tudo em véspera de eleições legislativas e autárquicas. São estes os ingredientes que tornam Setembro um mês muito complicado e fulcral para o desenvolvimento da pandemia da gripe A em Portugal, segundo o especialista Constantino Sakellarides.

“Por enquanto, as férias, o calor e as férias escolares têm contribuído para mitigar a propagação do vírus em Portugal”, explica o director da Escola Nacional de Saúde Pública. Mas tudo isso vai mudar em Setembro. “No Reino Unido está claramente a arrancar a primeira onda pandémica, e nós temos cerca de oito semanas de atraso em relação a eles”, revela o especialista, salientando que esta é um situação que pode mudar em pouco tempo.

Destes, o regresso às aulas é o mais preocupante, porque as crianças tem mostrado ser não só um vector de propagação da doença como um grupo de risco. […]

Mas a combinação de uma pandemia com as campanhas eleitorais também é um tema sensível, reconhece o responsável pelo Centro de Análise da Resposta Social à Gripe Pandémica. […]»

Leia a notícia completa em: “Setembro será crítico no avanço da pandemia”, Diário de Notícias, 01/08/2009

Mulheres grávidas devem ter prioridade na vacina contra o H1N1.

«A Organização Mundial da Saúde (OMS)  diz que as mulheres grávidas devem integrar os grupos de risco da gripe A e receber com prioridade a vacina contra o H1N1.

Até que a vacina esteja disponível , o que deverá acontecer em Setembro ou Outubro , todas as grávidas doentes devem ser tratadas com antivirais nas primeiras 48 horas, defende a organização num comunicado divulgado no site da Internet.  De acordo com a nota, o Tamiflu e Relenza devem ser dados a estas mulheres ainda antes de serem conhecidos os resultados dos testes à doença, apesar de alguns especialistas recearem os seus efeitos na gravidez. “Vários estudos” realizados nos EUA e noutros países atingidos pela doença “indicam que as grávidas têm um risco acrescido de serem infectados pelo H1N1”, explicou a porta-voz da OMS, Aphaluck Bhatiasevi.»

Fonte: Diário de Notícias, 01/08/2009

Dia Mundial do Aleitamento Materno – 1 de Agosto de 2009

OE_CartazAmamentacao2009Considerando que o Aleitamento Materno deve ser encarado como prática alimentar de excelência para os recém-nascidos e crianças mais pequenas – e por isso continua a ser necessário um esforço conjunto dos enfermeiros, para assim contribuir para a saúde e bem-estar da população – a Ordem dos Enfermeiros comemora, mais uma vez, o Dia Mundial do Aleitamento Materno, assinalado a 1 de Agosto.

[…] «Amamentação: uma resposta emergente e vital. Está preparado(a)?» foi o lema adaptado a partir da mensagem escolhida pela WABA (World Alliance for Breastfeeding Action). A Comissão de Especialidade em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica da Ordem dos Enfermeiros escolheu esta temática tanto para as comemorações do Dia Mundial do Aleitamento Materno, como para a Semana Europeia do Aleitamento Materno, que, este ano, se assinala entre os dias 5 e 11 de Outubro. Para essa altura estão previstas mais actividades por parte da Ordem dos Enfermeiros, nomeadamente acções de educação para a saúde promotoras do aleitamento materno em escolas do 1º Ciclo de vários pontos do país.»

Fonte:  Ordem dos Enfermeiros comemora Dia Mundial do Aleitamento Materno – 1 de Agosto de 2009.