Quando se devem substituir as tetinas?

tetinas Uma tetina pode durar, em média, dois a três meses.

As principais causas de desgaste são:
• Quando o bebé começar a alimentar-se de forma mais vigorosa e com o nascimento dos seus primeiros dentes;
• As variações de temperatura;
• As esterilizações químicas;
• A utilização vigorosa do escovilhão para o biberão.
Para prolongar a vida das tetinas, pode:
• Usar um escovilhão apropriado para tetinas para uma limpeza suave, sem exercer muita força à volta das aberturas;
• Evite a exposição prolongada das tetinas ao ar e à luz solar;
• Guarde as tetinas numa gaveta ou numa caixa quando as mesmas estiverem completamente secas.

Biberões Evidence®

evipure-gammeMatérias naturais, sem risco para o bebé.

Seguros e práticos, os biberões Evidence® são garantidos 0% Bisfenol-A graças aos seus materiais, o polipropileno e o PES (poliétersulfona).
Estes materiais, inquebráveis e transparentes, oferecem uma altíssima resistência ao aquecimento e à esterilização.

Práticos e ergonómicos

Abertura larga:
facilita o enchimento e a limpeza do biberão..

biberon_atoutpicto_nettoyer 

picto_remplir

Forma curva:
mais fácil de agarrar pelos pais e pelo bebé

Uma gama completa para uma grande escolha.

A Bébé Confort oferece uma grande escolha de materiais para responder às diferentes necessidades dos bebés. Seja qual for o material, os biberões Bébé Confort são seguros e respondem às últimas exigências de segurança.

3_bib_petits3_bib_grands  3_bib_poignee

Revistas difundiram novos hábitos no cuidado com bebés e crianças

«A maternidade como é exercida hoje não tem nada de “natural” ou “intuitiva”. Hábitos simples e corriqueiros – como o uso de termómetro, berço individual, quarto arejado, a prática de ferver chupetas e bicos e de dar banhos diários nas crianças – surgiram a partir de 1920. É a chamada maternidade científica, fruto de uma aliança entre mulheres e médicos, forjada nas páginas das revistas ilustradas que proliferavam na época.
[…] Em artigos muitas vezes assinados pelos médicos, as mães eram orientadas a deixar para trás antigas crenças e hábitos – como chazinhos, simpatias e amas de leite. “Antes, as mães sabiam que os filhos cresciam porque a roupa apertava. A febre era verificada com a mão. Tudo isso foi desqualificado e ferramentas científicas passam a ser usadas, como a balança e o termómetro.” »
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Para utilizar bem a chupeta do bebé

• Verifique a sua limpeza, sobretudo nos primeiros meses (as chupetas esterilizam-se como os biberões).
• Lave sempre a chupeta com água morna e sabão (enxagúe bem) antes de cada utilização.
• Nunca ponha açúcar ou mel, senão corre riscos de favorecer o aparecimento de cáries.
• Evite propor a chupeta ao bebé antes que o aleitamento esteja bem estabelecido.
• Verifique os hábitos de sucção do seu bebé, dando-lhe a chupeta só em alguns momentos do dia (para adormecer ou acalmá-lo por exemplo).
• Duração de utilização de uma chupeta: 1 a 2 meses.

Fonte: Bébé Confort

Para esterilizar bem os biberões e acessórios

Indispensável até aos 4 meses, a esterilização pode ser feita de várias maneiras:
A quente num esterilizador eléctrico que permite tratar vários biberões ao mesmo tempo, ou numa panela no fogão.
A quente no microondas. Para isso, precisa de um esterilizador especialmente concebido para esse efeito, equipado com a arrumação própria para encaixar os biberões e os acessórios.
IDEIA BEBE CONFORT : com o biberão auto-esterilizável Evidence, o esterilizador deixa de ser indispensável. Pode colocá-lo directamente no microondas e, num minuto e 30, já está esterilizado e pronto para ser utilizado.
A frio, num recipiente com 4 a 6 litros de água e comprimidos desinfectantes. A esterilização a frio é o único método de esterilização que permite manter os biberões e acessórios isolados de um contacto infectante após esterilização. De facto, a solução permanece eficaz durante 24 h e os biberões podem lá estar até à sua utilização.
IDEIA BEBE CONFORT : alguns equipamentos, como o esterilizador Duo, permitem esterilizar tanto a quente no microondas como a frio com comprimidos.

Ainda mais conselhos…

• Antes de cada esterilização, é importante lavar bem o biberão e os acessórios (tampa, anilha e tetina) com um escovilhão e água e sabão sobretudo nos sítios onde o leite está agarrado.
• Esterilizar só objectos bem lavados.
• Antes de cada esterilização, verifique a compatibilidade da peça a esterilizar. Leia as informações presentes na embalagem: a maior parte dos biberões e acessórios podem ser esterilizados a quente ou a frio. Alguns brinquedos 1ª idade bem como alguns acessórios para biberões só são esterilizáveis a frio porque não suportam altas temperaturas.

Que tetina escolher e quando deve substituí-la

De borracha natural ou de silicone?

É o bebé que escolhe em função das suas preferências…
• As tetinas de borracha natural:
moles e suaves, são aconselhadas aos bebés que têm dificuldades em mamar ou em terminar o biberão devido à sua flexibilidade (bebés com sucção lenta).
As tetinas de silicone: sem cheiro, firmes e resistentes, são recomendadas para bebés com sucção rápida devido à sua firmeza.
Verifique sempre, antes da sua utilização e após a lavagem, se as tetinas não estão estragadas.
À menor dúvida: substitua-as.

Que fluxo?

De uma forma geral, deverá observar o comportamento do seu bebé porque cada um mama de forma diferente. As tetinas são concebidas para cada idade, mas também para cada tipo de líquido. Cabe-lhe a si escolher a que corresponde melhor às necessidades do seu bebé.

Com que frequência substituir as tetinas?

A duração média de vida de uma tetina cuja utilização é diária é de 1 mês para a borracha natural e de 2 a 3 meses para o silicone.
As causas de uso estão ligadas à:
• sucção: quando o bebé começa a mamar com força e quando os dentes começam a sair;
• esterilização: as variações de temperatura e a utilização de uma esterilização química;
• lavagem: a utilização do escovilhão. Prefira o acessório previsto para as tetinas: o escovilhão específico tetina, sem fazer força nos furos;
• más condições de arrumação: não guarde as tetinas ao ar livre, à luz ou ao sol. Guarde as tetinas numa gaveta ou numa caixa depois de estarem bem secas.